Abuso de Substâncias

O uso abusivo de substâncias não ocorre apenas com drogas ilegais como maconha e cocaína. Também pode ocorrer com anfetaminas (presente em fórmulas para emagrecer), calmantes e  anabolizantes. Em todos os casos, este uso torna-se uma necessidade freqüente do organismo, levando a sérios prejuízos à vida cotidiana da pessoa. O uso de substâncias psicoativas (maconha, álcool, cocaína) pode simular transtornos mentais como a esquizofrenia, depressão e ansiedade.

Comumente, o vício inicia-se ainda na adolescência, quando a personalidade ainda em formação é mais frágil à influência externa e há uma grande necessidade de aceitação para com o grupo social. Para os pais que desconfiam de filhos que possam estar fazendo uso de substâncias é interessante observar alterações bruscas no comportamento, cheiro diferente nas roupas, pupilas dilatadas e fome despropositada. Especificamente no caso da maconha o adolescente pode apresentar o que se chama de síndrome amotivacional,  mostrando-se desinteressado em relação a todas as áreas da vida, o que certamente acaba por afetar seu desempenho escolar.

O abuso de substâncias não é um mal sem solução. Com tratamento especializado e uma equipe composta por psicólogos e psiquiatras, além de muita força de vontade e apoio de familiares e pessoas próximas é possível voltar a ter uma vida saudável e satisfatória.

Texto Publicado no Jornal Correio Carioca
Ano VIII – nº 75